5 exercícios para dor nas mãos, que você pode fazer no seu truck, enquanto descansa


Você que tem artrite reumatoide e passa muito tempo dirigindo, não pode deixar de se preocupar com suas mãos. Afinal, são elas as responsáveis por guiar o seu truck ou automóvel. Cuidar bem delas é garantir bem-estar e segurança na estrada.

A artrite é uma doença inflamatória crônica e autoimune, que acomete articulações e órgãos internos do corpo, podendo causar deformidades e até incapacidade. Ela é considerada uma enfermidade de grande importância social, por atingir uma em cada 100 pessoas, mais mulheres que homens, entre 50 e 70 anos, mas não somente.

Mesmo não havendo cura definitiva, novas opções terapêuticas têm surgido e se mostrado eficazes para tratá-la, proporcionando aos pacientes mais qualidade de vida e liberdade de movimentos. A doença pode, não só dificultar a realização das tarefas diárias, como também causar dor crônica, podendo tornar o ato de dirigir um tormento.

Felizmente, existem alguns exercícios que podem ajudar a aliviar a tensão da artrite e aumentar a amplitude de movimentos em suas mãos. A maioria destes exercícios pode ser facilmente realizada em seu caminhão, em momentos de descanso. Mas lembre-se! Não se automedique nem atribua ao envelhecimento sinais que possam ser indicativos da artrite reumatoide. Procure assistência médica.

1. Punho

Quando sentir suas mãos rígidas, tente fazer um punho fechando os dedos com o polegar para fora. Depois, solte o punho esticando os dedos e repita conforme necessário.

2. Curvatura do polegar

Estique a mão para fora em linha reta, e dobre seu polegar na sua palma até onde você se sentir confortável, sem forçar. Segure por alguns segundos e, em seguida, volte o polegar para uma posição direta e estendida. Repita.

3. Curvatura do pulso

Segure o braço para fora em linha reta e dobre sua mão no pulso em um movimento para cima e para baixo. Repita conforme necessário.

4. Toque de dedo

Mantenha sua mão aberta e toque seu polegar em cada um dos dedos, um de cada vez. Repita conforme necessário.

5. Elevação de dedos

Coloque a mão sobre uma superfície plana. Levante cada dedo individualmente, um a um, esticando-o para cima o quanto você puder aguentar, sem forçar muito. Repita conforme necessário.

Sintomas

Os mais comuns são rigidez matinal que regride durante o dia, mal-estar, diminuição do apetite, perda de peso, cansaço, febre baixa, inchaço nas juntas das mãos, punhos, joelhos e pés, que se deformam com a evolução da doença.

Tratamento

Segundo o médico, oncologista e cientista, Dr. Drauzio Varella, quanto mais cedo for diagnosticada a doença e iniciado o tratamento, melhor será o prognóstico. Embora ainda não se conheçam os recursos para a cura definitiva, é possível obter a remissão dos sintomas, preservar a capacidade funcional e evitar a progressão das deformidades. Repouso só deve ser indicado em quadros muito dolorosos e por pouco tempo. Atividade física e fisioterapia são importantes para controlar o comprometimento das articulações e a perda da mobilidade.

O tratamento medicamentoso inclui analgésicos, anti-inflamatórios não esteroides (AINE), corticosteroides e drogas imunossupressoras. Alguns medicamentos mais recentes, desenvolvidos através de tecnologias baseadas na biologia molecular, trazem novas possibilidades terapêuticas.

A cirurgia e a colocação de próteses articulares podem representar uma opção de tratamento, nos estágios avançados da doença.

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags