Com que sapato eu vou?


Dados do ‘Relatório Setorial – Indústria de Calçados do Brasil 2017’ revelam que o plástico/borracha é o material predominante na produção de calçados do Brasil, alcançando uma participação expressiva de 46,4%, liderada pela região Nordeste. Em segundo lugar, aparece o laminado sintético, com 27,4%.

Mas os sapatos de couro não sucumbiram à concorrência. O relatório da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados revela que a sua produção para exportação teve até uma recuperação de 2,8% acima da média nacional, entre 2015 e 2016. Porém, ele ainda representa 19,9% da produção total de calçados no país, estando à frente dos materiais têxteis (4,5%) e de 'outros' (1,8%).

Tendências comportamentais e de consumo, inovação, sustentabilidade, investimentos em novos mercados etc. são alguns dos muitos fatores que podem ter contribuído para dar espaço a novas matérias primas neste setor. O objetivo, atender a demandas cada vez mais diversas e segmentadas dos consumidores do mundo globalizado.

Veja abaixo a produção de calçados no Brasil, por material predominante, em pares (participação em 2016).

Fonte: Abicalçados

Nota: A classificação dos materiais não está diretamente relacionada à classificação por NCM. A base de segmentação parte da Prodlist da PIA-produto/IBGE.

Classificação por gênero

Ainda de acordo com o relatório: quando a produção brasileira de calçados é classificada por gênero, os calçados unissex, ortopédicos, de segurança e outros especificados como ‘não identificados’ (parte dos chinelos está classificada neste último) somam 41,9% de participação no mercado. Da produção total, 39,3% são femininos, 12,9% masculinos e 5,9% infantis. Desta forma, chega-se a 58,1% da produção de calçados com gênero identificado.

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags