Produção de vinho no Brasil se recupera e cresce mais de 169% em 2017


O pior índice de fabricação mundial de vinho registrado em mais de 50 anos (8,2%) não impediu que o Brasil aumentasse sua produção em mais de 169% em 2017. Os dados são da Organização Internacional do Vinho (OIV), que também indica que os países latino-americanos são o destaque deste ano.

Em 2017, o Brasil, 14º produtor no ranking global, não só se recuperou como também registrou aumento da sua produção em 3,4 milhões de hectolitros, contra 1,3 milhão em 2016 e 2,7 milhões em 2015. Já a Argentina aumentou sua produção em 25%, alcançando 11,8 milhões de hectolitros.

Na Europa, países como Portugal, Romênia, Hungria e Áustria foram os únicos a registrar alta: 10%, 64%, 3% e 23%, respectivamente. A produção da bebida nos Estados Unidos, 4º maior produtor mundial, retraiu em 1% este ano, registrando 23,3 milhões de hectolitros, contra 23,6 no ano passado.

Motivos da queda

Ainda segundo a OIV, a queda da produção mundial de vinho de 268,8 milhões de hectolitros para 246,7 Mhl pode estar relacionada às condições meteorológicas desfavoráveis que atingiram os 3 maiores produtores mundiais: Itália (39,3 Mhl – 23%), França (36,7 Mhl – 19%) e Espanha (33,5 Mhl – 15%), fazendo com que esse resultado fosse o pior dos últimos 50 anos.

Fontes de pesquisa: AFP | OIV

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags