Voluntariado – a árdua tarefa de apaixonados por causas


O Dia Internacional do Voluntário foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 5/12/1985, para, basicamente, incentivar pessoas a praticarem altruísmo. A Organização define o voluntário como uma pessoa que, devido a seu interesse pessoal e ao seu espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem-estar social ou outros campos.

Do ponto de vista humanitário, o voluntário é alguém que possui mente, coração e espírito evoluídos e que sabe da importância de doar amor, respeito, alegria, conhecimento e tempo. São pessoas apaixonadas por causas e que acreditam em uma sociedade melhor.

Diferencial para o mercado de trabalho

Além de trazer satisfação e bem-estar a quem o pratica, o serviço voluntário tem sido cada vez mais valorizado por muitas empresas, podendo fazer a diferença na hora de conseguir o emprego desejado.

Isto porque as empresas valorizam, cada vez mais, profissionais engajados em algum tipo de voluntariado que beneficie a sociedade. Mas não é só por isso. Estudos comprovam que pessoas altruístas, normalmente, são mais eficazes por terem uma visão macro, capaz de abranger toda a empresa e não apenas um setor.

Responsabilidade Social

O Grupo Farrapos incentiva o voluntariado, dando o exemplo por meio das suas ações de responsabilidade com a comunidade, na busca por um impacto positivo na sociedade.

Para materializar este conceito, a empresa aporta recursos próprios e em conjunto com parceiros em diversas iniciativas, tais como: doações a abrigos para crianças (Abrigo Tia Júlia) e lares para idosos (Lar Torres de Melo); realização de bazares beneficentes com fundos revertidos a instituições beneficentes (Casa do Menino Jesus e Instituto Esporte Mais); entre outras.

Como ser um voluntário

Uma das maneiras mais recompensadoras de praticar o altruísmo é doando seu tempo e suas habilidades. Estudos também mostram que ser voluntário pode realmente impulsionar a felicidade e a longevidade.

Podemos ser voluntários de infinitas maneiras. Identifique-se com uma delas e pense a respeito de como você pode contribuir:

  • Em abrigos para pessoas sem teto;

  • Em cozinhas de sopa e outras organizações sem fins lucrativos que ajudam aqueles em necessidades;

  • Em escolas, creches públicas e bibliotecas, onde você pode usar alguma habilidade específica ou talento. Por exemplo: se você é professor(a) ou músico, que tal ensinar as crianças um pouco do que você sabe?

  • Em casas de repouso para idosos;

  • Em instituições voltadas para deficientes visuais;

  • Em hospitais;

  • Em orfanatos;

  • Em centros de refugiados etc.

Veja abaixo alguns sites onde você pode pesquisar como se tornar um voluntário, no Brasil e no exterior:

http://www.voluntariado.org.br

http://www.parceirosvoluntarios.org.br/

http://ccivs.org/

https://www.unv.org/

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags