11 sinais de que os amortecedores do seu caminhão precisam ser revisados


Amortecedores em bom estado são fundamentais para o bom funcionamento dos veículos. Suas principais funções são manter os pneus em contato com o solo, controlar os movimentos das molas e oferecer conforto, estabilidade e segurança.

Mas, muitas vezes, o esgotamento dessas peças ao longo do tempo passa despercebido, podendo agravar um quadro de desgaste, fazendo com que o condutor não se atente aos prazos de revisão, resultando em riscos e perdas financeiras, como a diminuição da vida útil do caminhão e trocas antes do previsto.

Esta deve ser uma preocupação não apenas para os motoristas autônomos, mas também para as transportadoras. O Grupo Farrapos, por exemplo, mantém um controle rígido sobre a manutenção preventiva e conservação de sua frota, realizando revisões periódicas. Além disso, a empresa investe em treinamento e reciclagem dos motoristas, para que eles sejam capazes de identificar qualquer problema nos caminhões, valorizando, assim, os profissionais, o meio ambiente, os clientes, o trânsito em geral e a imagem da marca que circula diariamente pelas estradas brasileiras.

Grupo Farrapos e manutenção: frota revisada e motoristas treinados

Por isso, separamos alguns sinais, aos quais você deve prestar atenção, de que os amortecedores do seu truck precisam ser trocados:

1. Marcas em formato de ‘concha’ na região central dos pneus podem significar problemas nos amortecedores ou mesmo que eles foram montados de forma errada;

2. Quando o veículo está rodando, os pneus passam a dar pequenos pulos, não ficando em contato permanente com o solo. Esses sinais são mínimos e quase imperceptíveis ao motorista;

3. Ruídos na suspensão;

4. Derrapagens;

5. Aumento da distância de frenagem;

6. Inclinação excessiva nas curvas;

7. Oscilações bruscas;

8. Balanço ao arrancar o caminhão;

9. Perda da estabilidade;

10. Excesso de vibração também pode ser um traço de que está na hora de trocar a peça;

11. Vazamento de óleo.

Revise as condições dos amortecedores eles atingirem cerca de 40.000 quilômetros e, após este período, fazer checagens periódicas a cada 10.000 quilômetros, ou conforme a orientação da fabricante do veículo.

Evite carregar cargas em excesso, rodar com pneus ‘carecas’ e passar em alta velocidade por buracos e lombadas. Ainda: faça o alinhamento da direção e o balanceamento periodicamente, além da revisão de todos os outros itens do sistema de suspensão.

E, lembre-se! Qualquer problema que você perceber ao dirigir o veículo, procure imediatamente um mecânico, oficina ou centro automotivo para verificar e, se necessário, trocar os amortecedores, pois sua vida útil é proporcional às condições de uso do veículo.

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags