Caminhoneiros preferem smartphones para acesso à internet


Não faz muito tempo que os caminhoneiros brasileiros passaram a considerar o telefone celular uma ferramenta importante na profissão. Usar a internet, então, nem se fala. Até 2016, boa parte dos motoristas ainda não usufruía desta tecnologia, por vários motivos. É o que diz a Pesquisa de Perfil do Caminhoneiro, feita pela CNT (Confederação Nacional dos Transportes) com mais de mil motoristas – empregados de frota e autônomos – de 12 estados de maior frota do país.

A boa notícia é que a maioria deles já utiliza a web como meio de comunicação com as empresas, clientes e suas próprias famílias, quando estão na estrada.

Uso da Internet

Dos entrevistados, 65,9% disseram usar a internet, contra 34,1% que disseram não usar. Dos usuários da rede mundial de computadores, 68,8% são empregados de empresas e 64,5% são autônomos. Esses últimos também são a maior parte que diz não usar internet, computando 35,5% contra 31,2% dos motoristas de frota.

Local de acesso à internet

Entre os condutores que acessam a internet, os autônomos são os que mais acessam pelo celular (77,2%), contra 76,7% dos empregados. O segundo local de acesso preferido desses profissionais é a própria casa. 55,7% dos autônomos acessam a internet de suas residências, contra 48,7% dos motoristas de frota. Esses, porém, são maioria (15% contra apenas 4,5% dos autônomos) quando o acesso é feito a partir da empresa onde trabalham. Mesmo assim, o grupo que acessa a web do ambiente de trabalho perfaz apenas 8%.

Motoristas de frota preferem acessar a internet a partir da empresa onde trabalham

O acesso feito a partir de outros locais, como restaurantes, sindicatos, hotéis e pousadas ainda é mínimo, por incrível que pareça, perfazendo menos de 5% dos entrevistados que acessam a internet.

Equipamento utilizado para acessar a internet

O uso dos smartphones para acesso à web é o grande vencedor na preferência de 86,3% dos caminhoneiros, seguido pelo computador doméstico (27,9%), pelos notebooks (14,2%) e pelos tablets (1,2%).

Motivos para não utilizar a internet

Mas e aqueles que não utilizam a web? Quais os motivos que os levam a abrir mão de uma tecnologia tão difundida em todas as classes sociais? A maioria (53%) respondeu que não sabe usar. E os autônomos são, mais uma vez, os que têm mais dificuldades com a rede mundial de computadores (56,8%). Os profissionais que consideram a internet algo desnecessário somam 35,2%, e 19,8% não usam porque seus celulares não oferecem acesso a ela. Uma parcela pequena desses motoristas (2,5%) não tem computador ou qualquer dispositivo para acesso à web.

Uma curiosidade da pesquisa com relação a este quesito é a quantidade significativa de entrevistados que não quis ou não soube responder à pergunta (36%).

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags

© 2016 por Grupo Farrapos.