7 dicas para evitar o roubo de carga no Centro de Distribuição e na estrada


Quando falamos em roubo de carga, logo imaginamos um caminhão solitário trafegando à noite por uma estrada escura e deserta, sob a mira de alguma arma. Certo? Mais ou menos.

É certo que a maioria dos roubos de carga acontece nas estradas ou mesmo dentro das cidades, em vias de acesso a rodovias. Porém, no Brasil, uma parte considerável (13%) dos furtos ocorre dentro dos próprios centros logísticos. A informação é da consultoria americana FreightWatch International, que estudou os registros feitos entre 2011 e 2016.

Um estudo da NTC também revelou outras curiosidades: no nosso país, a maioria desses crimes ocorre com maior frequência na parte da manhã, geralmente às sextas-feiras, em meses de alta temporada e férias escolares.

Por isso, listamos aqui 7 dicas que podem ajudar a dificultar os ataques ao centro de distribuição e ao veículo no trecho:

1. Invista na contratação de uma boa equipe, além do acompanhamento e treinamento da mesma. Boa parte dos roubos de carga acontece por meio do vazamento de informações sobre a carga;

2. Automatize e atualize sempre o sistema de segurança, a fim de identificar em detalhes o que está sendo transportado em cada pedido e em cada fase do processo;

3. Oriente os motoristas e carregadores a: não fornecer informações sobre a carga a pessoas de fora da empresa, comunicar à PRF quaisquer atitudes suspeitas no trecho, se informar sobre as rotas mais perigosas para o transporte de carga e estar atento às falsas blitz nas estradas;

4. Planeje e diversifique as rotas e paradas até o destino final e considere fazer uma rotatividade desses locais de descanso, evitando que o motorista fique vulnerável a situações repetidas;

5. Invista na elaboração de um Programa de Gerenciamento de Riscos, como parte fundamental na prevenção ao roubo de cargas. Um PGR assertivo ajuda a identificar os riscos relacionados a este tipo de crime e quando eles têm maior probabilidade de ocorrer. Isto, obviamente, facilita a prevenção;

6. Incorpore tecnologia de rastreamento de carga à sua empresa. Muitos softwares e aplicativos de monitoramento de veículos informam até os locais que podem apresentar perigo ao transporte de carga, além de mostrar exatamente onde ela está;

7. Redobre a atenção em todos os processos preventivos e de combate ao roubo de carga, se seus motoristas estiverem transportando alimentos, cigarros, eletroeletrônicos, produtos farmacêuticos, químicos ou metalúrgicos, têxteis e confecções, autopeças e combustíveis. Eles são os mais visados.

Texto e adaptação de conteúdo: Claudia Rachid

Fonte pesquisa: BgmRodotec

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags

© 2016 por Grupo Farrapos.