Você sabe a diferença entre Crossdocking e Transit Point?


Basicamente, Transit Point e Crossdocking são sistemas de distribuição em que os produtos são expedidos de um ou mais armazéns centrais direto para o cliente, sem passar pelo estoque. A logística, nesses sistemas, coordena o fluxo de produto dos diversos fornecedores, de modo que os itens cheguem corretamente até os clientes finais.

Mas qual a diferença entre Transit Point e Crossdocking?

Instalações do tipo Crossdocking operam da mesma forma que os Transit Points, mas caracterizam-se por envolver múltiplos fornecedores atendendo clientes comuns. Cadeias de varejo são candidatos naturais à utilização deste sistema que opera com alto nível de eficiência, utilizando-se apenas uma plataforma com docas de recebimento e outra de expedição. Desta forma, evita-se a necessidade de grandes áreas para estoque, já que a utilização das docas e dos veículos é muito maior.

Já o Transit Point é localizado para atender uma determinada área de mercado distante dos armazéns centrais, operando como uma instalação de passagem, recebendo carregamentos consolidados e separando-os para entregas locais a clientes individuais. Uma característica básica desse sistema é que os produtos recebidos já têm os destinos definidos, ou seja, já, estão pré-alocados aos clientes e podem ser imediatamente expedidos para entrega local. Não há espera pela colocação dos pedidos. Esta é uma diferença fundamental em relação às instalações de armazenagem tradicionais, onde os pedidos são atendidos a partir do seu estoque.

Este tipo de instalação não necessita de um grande investimento, pois é uma estrutura simples, com gerenciamento facilitado — já que não são executadas atividades de estocagem que, em geral, exigem um grande nível de controle gerencial. Isso explica o seu baixo custo de manutenção.

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags

© 2016 por Grupo Farrapos.