Hyperloop  – o futuro da mobilidade já está no Brasil


Reduzir o ‘tempo das coisas’ tem sido um dos maiores desejos da humanidade, em todos os setores da nossa existência. E por isso mesmo também tem sido um dos grandes desafios.

Os benefícios resultantes da economia de tempo nos setores de Transporte e Logística, por exemplo, são imensuráveis, porém, limitados. Na semana passada, durante a feira Logistique 2018, em Joinville/SC, a empresa HyperloopTT apresentou uma inovação tecnológica que já começa a revolucionar o mercado mundial e tornar mais real o sonho de transportar passageiros e cargas a velocidades inimagináveis.

A novidade é o Hyperloop, um sistema de transporte terrestre em formato de cápsulas, conduzidas com segurança por uma rede de tubos de baixa pressão, ligando cidades e rotas distantes entre si à velocidade do avião, transformando o tempo de viagem de horas para minutos.

Hyperloop no Brasil

A HyperloopTT já está investindo no Brasil, com instalações em Contagem/MG. O investimento multimilionário é parte de um acordo para criação de uma nova empresa global, o Centro de Inovação para Logística XO Square. O empreendimento abrigará uma divisão de pesquisa logística e um laboratório de fabricação, além de um pool de empresas líderes globais, startups, universidades, inovadores, cientistas e governos do mundo todo, para trabalharem na solução de desafios globais em logística. A nova instalação em Contagem foi inaugurada em abril deste ano, com a presença de executivos da HyperloopTT, empresas parceiras e representante da NASA, a agência espacial americana.

Vista parcial da sede da HyperloopTT em Contagem, Minas Gerais

Como funciona

No Hyperloop, passageiros e mercadorias viajam em cápsulas pressurizadas que flutuam dentro dos tubos em uma espécie de almofada magnética e sem fricção, alimentadas por um motor de indução linear, de propulsão eletromagnética e baterias recarregáveis. Como resultado, o sistema é silencioso e livre de emissões. As cápsulas podem fazer até 4 mil embarques diários de carga, transportar até 160 mil passageiros por dia.

Embarque de carga no Hyperloop

No caso de transporte de passageiros, as cápsulas são projetadas para criar um ambiente seguro e harmonioso para os viajantes, com interior personalizado, conforme a experiência do usuário. “Durante a feira Logistique 2018, experimentei o simulador do Hyperloop e pude escolher entre 3 ou 4 paisagens diferentes para a minha ‘viagem’”, conta Claudia Rachid, visitante do evento, que escolheu um deserto ao cair da tarde como paisagem para sua janela. “Ao me sentar no simulador e colocar a máscara virtual, eu podia ver a 360 graus à minha volta, sem sentir a velocidade; me senti como se estivesse em um avião, só que com total estabilidade”, concluiu a visitante.

Cada cápsula tem 30 metros de comprimento e pode transportar de 28 a 40 passageiros. O sistema foi projetado para saídas de cápsulas a cada quarenta segundos, a uma velocidade máxima de 1.223 km / h. Segundo a empresa, o sistema é capaz de movimentar 164.000 passageiros por dia em uma linha, com total eficiência.

O avanço tecnológico da HyperloopTT é um sistema de levitação magnética passiva Next Generation, chamado Inductrack, testado e validado em uma pista de levitação passiva de grande escala. Os ímãs dispostos em uma configuração de arranjo de Halbach possibilitam a levitação passiva em uma pista não alimentada, mas condutiva. E à medida que as cápsulas se movem através do ambiente de baixa pressão, elas usam muito pouca energia na rota, graças às reduzidas forças de arrasto.

Além disso, o Hyperloop é revestido por um novo material desenvolvido para a segurança das cápsulas, chamado Vibranium ™. Utilizando sensores de fibra de carbono embutidos, esse novo material inteligente é oito vezes mais resistente que o alumínio e dez vezes mais forte que as alternativas de aço, transmitindo informações críticas sobre temperatura, estabilidade, integridade e muito mais, sem fio e instantaneamente. Também é muito mais leve - cerca de cinco vezes mais que o aço e 1,5 vezes mais que o alumínio -, reduzindo a produção de energia que impulsiona a cápsula.

Revestimento especial resulta em leveza e mais segurança

Como o Hyperloop afeta o meio ambiente?

O Hyperloop produz emissão zero. O sistema é alimentado por uma combinação de fontes de energia alternativas para garantir sua sustentabilidade. Todo o sistema HyperloopTT tem potencial para gerar energia em abundância através de painéis solares ao longo das linhas e estações, além da energia recuperada durante a frenagem regenerativa.

Fotos: de Julia Soriano

Vídeo: HyperloopTT

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags

© 2016 por Grupo Farrapos.