No Dia Nacional de Combate ao Câncer, 9 informações que você precisa ter sobre o Câncer de Próstata


Hoje (27/11), comemora-se o Dia Nacional de Combate ao Câncer, estabelecido em 1988 para ampliar o conhecimento da população sobre o tratamento e, principalmente, sobre a prevenção da doença. E como novembro é AZUL, ou seja, mês de combate ao câncer de próstata, nada melhor que reforçar este tipo de câncer junto à população masculina.

A seguir, separamos algumas orientações do Instituto do Câncer (INCA) sobre a doença. E, lembre-se, a saúde é um direito de todos e dever do Estado. Em caso de dificuldade para marcação de consultas e exames em seu município, procure a Secretaria Municipal de Saúde ou o Conselho Municipal de Saúde para orientações e providências.

1) O que é a próstata?

É uma glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis.

2) Que sintomas podem indicar um câncer de próstata?

Sintomas como dor lombar, problemas de ereção, dor na bacia ou joelhos e sangramento pela uretra podem ser suspeitos. Caso haja suspeita, os exames indicados são toque retal e dosagem de uma proteína do sangue (PSA) através de exame de sangue.

3) É possível descobrir o câncer de próstata em indivíduos sem sintomas?

A maioria dos cânceres de próstata não causa sintomas até que atinjam um tamanho considerável. Em homens acima de 50 anos, pode-se realizar o exame de toque retal e dosagem de PSA para saber se existe um câncer de próstata sem sintomas. O valor limite do PSA aceitável é abaixo de 4ng/ml. Valores mais altos devem ser investigados. O toque retal e dosagem de PSA não dizem se você tem câncer, eles apenas sugerem a necessidade ou não de realizar outros exames.

4) Ter um destes exames alterados implica em ter câncer de próstata?

Não. O toque retal identifica outros problemas além do câncer de próstata e é mais sensível em homens com algum tipo de sintoma. O PSA tende a aumentar de acordo com o avanço da idade. Cerca de 75-80% dos homens com aumento do PSA não têm câncer de próstata.

5) E ter os exames negativos, garante que não haja câncer?

Não. Cerca de 20% dos homens com câncer de próstata sintomático apresentam um PSA normal. Dependendo da região da próstata, o câncer também pode não ser palpável pelo toque retal. A melhor estratégia é realizar os dois exames, já que são exames complementares.

6) O que um homem com sintomas e mais de 50 anos deve fazer?

Deve ir ao médico para investigar esses sintomas. Geralmente, não é câncer, mas somente o médico pode dizer o problema.

7) E os que têm mais de 50 anos, mas não apresentam qualquer sintoma?

O paciente e seu médico devem decidir. Alguns médicos recomendam a realização do toque retal e da dosagem do PSA a todos os homens acima de 50 anos. Para aqueles com história familiar de câncer de próstata (pai ou irmão) antes dos 60 anos, recomendam realizar estes exames a partir dos 45 anos. Entretanto, somente o médico pode orientá-lo quanto aos riscos e benefícios da realização destes exames. Não existem evidências de que a realização periódica do toque retal e dosagem de PSA em homens assintomáticos diminua a mortalidade por câncer de próstata.

8) O câncer de próstata pode ser prevenido?

Manter uma alimentação saudável, não fumar, ser fisicamente ativo e visitar regularmente seu médico contribui para a melhoria da saúde em geral e pode ajudar na prevenção deste câncer.

9) O câncer de próstata é hereditário?

Menos de 10% dos cânceres de próstata têm algum componente hereditário. Quanto mais jovem o homem em quem o câncer for detectado, maior a probabilidade de haver um componente hereditário.

Fonte: INCA

#cancerdeprostata #novembroazul #sintomascancerdeprostata #prevençãoaocancer #grupofarrapos #inca #dianacionaldecombateaocancer

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags