Aumento de CO2 e desperdício de diesel causam prejuízos de R$3 bilhões a transportadores


Um dos resultados negativos registrados na mais recente Pesquisa CNT de Rodovias foi o consumo desnecessário de diesel nas estradas, em 2018 – um desperdício que deve custar aos transportadores cerca de R$3 bilhões até o final deste ano. Foram 876,78 milhões de litros, equivalentes a 2,32 MtCO2eq, emitidos a mais pelos veículos de carga.

Mas como evitar este desperdício com o seu caminhão? São muitos os cuidados a serem tomados. Porém, dois pontos são importantes para o seu veículo: o combustível e o bico injetor. Este último é quem introduz o combustível na câmara de combustão de tal forma que sua queima seja mais completa possível. Pulverizado dentro do cilindro do motor, o diesel transforma-se em energia. Se o bico injetor estiver desgastado, o diesel passa a ser esguichado, e não pulverizado, dentro do motor.

Nessa hora, o motor também precisa que o óleo esteja limpo e filtrado, para gerar eficiência e economia. Se estiver sujo, antes de chegar ao motor ele já terá causado estragos prematuros no tanque, nos filtros, na bomba injetora e nas canalizações que o conduzem.

O combustível então é carbonizado, provocando desgaste e desregulagem nos componentes e perda de potência do motor. Os gastos excessivos com manutenção e consumo acentuam-se e inicia-se o processo de desperdício. O diesel poluído irá em excesso para as partes superiores do motor e será carbonizado a altas temperaturas, gerando fumaça preta e poluição ao meio ambiente.

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags