Conheça os ‘Big 5’ da personalidade


Muitos especialistas contemporâneos acreditam que existem cinco dimensões amplas de traços da personalidade, conhecidas como as ‘Big 5’ (Costa y McRae, 1992). São elas: extroversão, amabilidade, abertura, conscienciosidade (meticulosidade) e neuroticismo. Embora haja um número significativo de literatura apoiando esse modelo de personalidade, os pesquisadores nem sempre concordam com os rótulos exatos de cada categoria.

É importante ressaltar que cada um dos cinco fatores de personalidade representa um intervalo entre dois extremos. Por exemplo, a extroversão passeia entre a extroversão extrema e introversão extrema. No mundo real, a maioria das pessoas está em algum lugar entre as duas extremidades de cada traço.

A seguir, apresentaremos as cinco dimensões básicas da personalidade, nos seus dois extremos: alto e baixo.

ABERTURA

Esse traço apresenta características como imaginação e insight. Pessoas altamente abertas tendem a ser muito criativas, a experimentar coisas novas, focadas em enfrentar novos desafios e felizes por pensar em conceitos abstratos.

Já pessoas pouco abertas são, no geral, muito mais tradicionais e podem ter dificuldades com o pensamento abstrato. Geralmente não gostam de mudanças, nem de coisas novas, resistem a novas ideias e não têm muita imaginação.

CONSCIENCIOSIDADE

As características padrão desse traço incluem altos níveis de ponderação, controle de impulsos e comportamentos objetivos. Pessoas altamente conscienciosas tendem a ser meticulosas, organizadas e detalhistas. Elas planejam com antecedência, pensam em como seu comportamento afeta os outros e estão atentas a prazos.

Já aqueles com baixa conscienciosidade, não gostam de estrutura e horários, são bagunceiras e descuidadas, não retornam as coisas em seus lugares, procrastinam tarefas importantes e falham ao concluir aquelas necessárias ou a elas atribuídas.

EXTROVERSÃO

É caracterizada por excitabilidade, sociabilidade, conversação, assertividade e muita expressividade emocional. Pessoas altamente extrovertidas tendem a ganhar energia em situações sociais. Estar perto de outras pessoas ajuda-as a sentir-se energizadas e excitadas.

Pessoas pobres em extroversão (ou introvertidas) tendem a ser mais reservadas em ambientes sociais, encarando-os como cansativos. Os introvertidos geralmente exigem um período de solidão e silêncio para se "recarregarem".

AMABILIDADE

Esse traço de personalidade inclui atributos como confiança, altruísmo, bondade, afeto e outros comportamentos pró-sociais. Pessoas altamente agradáveis tendem a ser mais cooperativas, enquanto aquelas que são baixas nessa característica tendem a ser mais competitivas e às vezes até manipuladoras. Estas demonstram pouco interesse nos problemas e sentimentos dos outros, costumam insultar os colegas e manipular para conseguir o que querem.

NEUROTICISMO

Traço caracterizado por melancolia, mau humor e instabilidade emocional. Indivíduos que são elevados nessa característica tendem a experimentar alterações de humor, ansiedade, irritabilidade e tristeza. Aqueles que apresentam baixa característica tendem a ser mais estáveis e resilientes.

Agora que conhecemos os 5 traços básicos da personalidade, que tal refletirmos sobre onde nosso jeito de ser se posiciona dentro de cada um deles? Afinal, é errado pensar que não podemos mudar. Buscar uma versão cada vez melhor de nós mesmos pode nos levar a conquistar as mais difíceis metas.

Fonte de pesquisa: VeryWellMind

Adaptação de conteúdo: Claudia M Rachid

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags

© 2016 por Grupo Farrapos.