Liderança inovadora: mantendo a essência frente às constantes mudanças


Viver em um mundo de mudanças aceleradas é perceber que ninguém sabe tudo. E se alguém soubesse, seria o fim da inovação, concorda? Essa profusão constante de novas ideias costuma trazer alguma angústia aos profissionais em atividade, especialmente àqueles que exercem cargo de liderança e precisam estar sempre atualizados.

Não é nada animador liderar pessoas sob uma determinada ótica/diretriz e, no meio do caminho, perceber que ela já ficou obsoleta, dando lugar a outros pontos de vista. Por isso é importante que o líder mantenha sua motivação interna frente às novas ideias, inclusive àquelas apresentadas por seus colegas e subordinados, tentando ajustá-las às suas diretrizes de trabalho com a equipe.

Palestrante, blogger e diretor de programas da London Business School, Greg Orme abraça a ideia de que líderes inovadores trabalhem para facilitar processos em uma cultura onde outras pessoas sejam ouvidas e apoiadas. Executivos de muita representatividade no mercado já aderiram a este conceito. Por exemplo, em um dos posts de Orme (http://gregorme.org/blog/), o CEO do estúdio de animação Pixar, Ed Catmull, defende uma cultura de “prefeitura”, de colegiado, na qual qualquer um se sinta seguro o suficiente para levantar a mão e desafiar o status quo.

É muito possível que no exato momento em que você lê este post novas ideias já estejam surgindo a respeito. Portanto, parece sensato manter-se sempre atento às inovações, porém, sem esquecer a máxima imutável de que ser um líder inovador não é sobre contar, mas sim sobre ouvir; não é sobre pedir, mas sim proporcionar; não é sobre “mim”, mas sobre “você”.

Conteúdo produzido por: Claudia M Rachid

Fonte de pesquisa: Greg Orme’s blog

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags

© 2016 por Grupo Farrapos.