Atlas do Transporte diz que condições das rodovias ainda são responsáveis pelos altos custos do tran


Após 13 anos, a Confederação Nacional do Transporte (CNT) lança a 2ª edição do Atlas do Transporte, mostrando o panorama geográfico do país, em todos os modais. E, mais uma vez, o modal rodoviário predomina na matriz de transporte do país, com seus gargalos físicos impactando o sistema logístico.

Segundo a publicação, as condições insatisfatórias das rodovias trazem graves consequências para o meio ambiente (excesso de emissão de gases), para a segurança de quem transita por essas estradas (aumento do número de acidentes) e para o transportador.

Sobre este último, um dos maiores problemas é a elevação dos custos, causada pelas frequentes avarias e necessidade mais frequente de manutenção intensiva dos veículos, além do aumento do consumo de combustível. Esses custos são repassados a toda cadeia produtiva que utiliza este modal, encarecendo os produtos e inibindo a competitividade geral do país.

Para quem pensa em empreender no setor, a boa notícia é que, apesar dos desafios a serem enfrentados, a malha rodoviária continua evoluindo, com potencial para ampliação, diante da realização dos investimentos esperados pelo governo para os próximos anos.

Imagem: Atlas CNT do Transporte

O Atlas CNT do Transporte está disponível para download no site https://www.atlas.cnt.org.br/

Fonte de pesquisa: CNT

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags