Asfalto Ecológico aplicado em rodovia de São Paulo promete mais vida útil ao pavimento


O modal rodoviário é considerado talvez o mais importante do plano econômico brasileiro, uma vez que 60% das cargas trafegam através dele. Porém, segundo a Confederação Nacional do Transporte (CNT), apenas 12,4% da malha rodoviária é pavimentada, sendo que 61,8% são classificadas como regular, ruim ou péssima. Isso faz com que o transporte perca sua eficácia, impactando de forma negativa a economia, que não se expande na velocidade exigida.

Mas por que a baixa qualidade do pavimento brasileiro? Por que ele não dura como deveria? Pesquisa da CNT revelou que um dos motivos é a técnica de pavimentação empregada, que remete ao ano de 1960 e que ainda considera os veículos e a tecnologia daquela época.

Pavimento ecológico

Na tentativa de começar a mudar este cenário, buscando um equilíbrio entre pavimentação atual, eficaz e o meio ambiente, a Concessionária Auto Raposo Tavares (Cart) iniciou as obras de pavimentação com o ‘asfalto espuma’ – uma tecnologia para a restauração de rodovias, que consiste na substituição do asfalto ruim por uma mistura reciclada desse mesmo asfalto, misturado com concreto asfáltico e ar comprimido.

Após sair da usina de reciclagem, o asfalto espuma volta a ser aplicado ao mesmo local, como uma base profunda de 25cm para só então receber a camada final de rolamento, com asfalto tradicional. A alta flexibilidade do material reduz de forma significativa a formação de rachaduras, evitando infiltrações e garantindo maior vida útil ao pavimento.

As obras devem terminar no final deste mês, na SP 270, Rodovia Raposo Tavares, em Palmital/SP, entre os km 422+800 e 423.

Má conservação e prejuízos

Somente em 2016, o setor de transporte de cargas registrou gastos excedentes de 775 milhões de litros de diesel, em razão da má qualidade do pavimento, gerando um aumento de custos de cerca de R$2,34 bilhões.

As 5 piores rodovias concessionadas

Um levantamento do programa Pé na Estrada identificou os 5 piores trechos do país, seguindo critérios de pavimentação, sinalização e geometria. Veja a seguir:

5º – Ourinhos SP – Cascavel PR

BR-158, BR-369, BR-376, PR-317

4º – Prata MG – Goiânia GO

BR-153

3º – Salvador BA – Estância SE

BA-099, SE-318

2º – Arapongas PR – Curitiba PR

BR-376

1º – Trechos agrupados no PR

BR-277, BR-376, PR-090, PR-323, PR-407, PR-444, PR-445, PR-508

Imagens: Cart Divulgação

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags