Pedágio no RS deve ficar 51,8% mais caro para caminhões. Campo Bom é exceção


A partir de abril, o preço do pedágio para caminhões deve aumentar em 51,8% nas rodovias estaduais do Rio Grande do Sul administradas pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR).

A decisão oficial ainda deve passar pelo aval do Conselho de Administração da EGR, em março, e valerá para Boa Vista do Sul, Candelária, Coxilha, Cruzeiro do Sul, Encantado, Flores da Cunha, Gramado, Santo Antônio da Patrulha, São Francisco de Paula, Três Coroas, Venâncio Aires e Viamão, com exceção de CAMPO BOM e Portão, onde o preço será mantido. Já os carros de passeio, esses pagarão menos 10% no pedágio em 12 das 14 rodovias.

A iniciativa não agradou ao sindicato e à federação de transportadores de carga, nem à federação dos caminhoneiros do RS, uma vez que o transporte rodoviário de carga representa 80% da arrecadação da freeway e das rodovias pedagiadas do estado. Tais entidades também acreditam que a alta de preço do pedágio também pode afetar o preço das mercadorias para o consumidor final.

Os reajustes, para mais e para menos, foram aprovados no último dia 27 após reunião do Conselho Gestor do Programa de Concessões e Parcerias Público-Privadas (CGEPPP/RS). O Governo estadual estima que a frota de caminhões no estado seja de 270 mil veículos e representam 18% dos usuários das praças de pedágio.

Segundo o site da NTC & Logística, a EGR adotava um sistema de cálculo onde um eixo comercial valia 0,59 da tarifa básica. Agora, um eixo poderá ser igual a uma tarifa básica, multiplicando sucessivamente, conforme o número de eixos do veículo.

Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
Assine
Tags

© 2016 por Grupo Farrapos.